quarta-feira, 1 de julho de 2009

2ª Emenda (hô coisinha sem jeito!)

Noticiaram hoje.

O pastor norte americano Ken Pagano de Louisville, no estado do Kentucky (EUA), convocou seus fiéis a irem armados a um culto em celebração da Segunda Emenda da Constituição Americana que permite a todo cidadão americano portar armas... o tanto que quiser!

O objetivo, segundo ele, é demonstrar existem "cidadãos legais, inteligentes e obedientes à lei" que possuem armas. É uma apologia a "pose"(posse) de armas sob a alegação que muita gente tem sem fazer mal a ninguém.

O que este imbecil, além de uma infinidade de outros, não percebe(ou não quer!) é que o problema não é esse. Vamos mudar o exemplo: São 10 pessoas numa ilha. Cada uma tem uma pequena bomba nuclear. Nove são "cidadãos legais, inteligentes e obedientes à lei". Um deles não é. Respondam aí. Vai dar certo?

A questão não é que tem pessoas que podem portar armas com responsabilidade, a questão é que tem gente que não. Basta um descontrolado para acontecer tragédias como vemos constantemente nos EUA. A maior parte da população é a favor e fecha os olhos para os absurdos que ocorrem. Há muita defesa e apologia que esses problemas são causados por "negros, asiáticos e chicanos" e só. Essa é uma lógica infantil para não perder a falsa sensação de segurança que uma arma trás. Já disse aqui antes... armas são muitos úteis para agredir e pouco úteis para proteger.

O problema nunca foram os bons... o problema é o acesso que os maus tem a armas.
Fico triste porque continuaremos a ver inocentes de todas as cores e credos serem penalizados por uma idéia fútil.

Um comentário:

Borboletas nos Olhos disse...

É uma apologia a "pose" de armas...concordo com você. É pose, tem a ver com narcisismo e pau pequeno (me segura que hoje tô não só com a macaca, mas com o zoológico inteiro). Armas não servem pra nada a não ser ferir e matar. Quem não quer ver isso não é cego, é burro mesmo ou um assassino potencial. Pronto.