terça-feira, 23 de junho de 2009

Sarnas no Senado

Mais uma pérola política, desta vez o nobre Senador Sarney(foto) nos brinda com a seguinte frase:

"Julguei que fosse eleito presidente para presidir politicamente a Casa e não para ficar submetido a cuidar da despensa da Casa ou para limpar as lixeiras da cozinha da Casa"!

Falou como um típico representante das elites escravocratas maranhenses, que sempre estiveram no centro do poder local.

Este nobre Senador agora se aborrece pelo constante foco que o Senado adquiriu com seguidos escândalos de desvios e malversações de dinheiro público, todas sob o bigode pintado de negro que ostenta. É impressão minha ou noticiaram que o mordomo da filha dele é pago pelo Senado? Que o sobrinho dele era funcionário irregular? que existem um monte de "atos secretos" no Senado?

Francamente, alguém precisa avisar a esse idoso que a função dele, mais que benesses, deveria representar responsabilidade, e o que se espera dele é bem mais que a jogatina política a qual nos habituamos a ver. O responsável pelo Senado deve buscar a lisura e a austeridade da Casa e do país.

Melhor seria vê-lo de quatro limpando as latrinas transbordantes do Senado!

Um comentário:

Liana disse...

Não sei se rio ou se choro...