segunda-feira, 22 de junho de 2009

Questão de Diploma

O Supremo Tribunal Federal - STF decidiu que não há obrigatoriedade da exigência de diploma para o exercício da profissão de Jornalista. A decisão está baseada na Constituição Brasileira, que estabelece que o Estado só pode regular profissões que exijam saber científico. Assim sendo, Jornalista pode ser, em último caso, quem quiser.

A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB já se pronunciou contrária a posição do STF, afirmando ser um erro de avaliação.

Essa é uma batata quentíssima para a mídia brasileira. Há muito tempo o campo tem fragilidades. Temos cronistas, articulistas, colaboradores, colunistas, repórter... e várias outras terminologias que enquadravam outros saberes e pessoas a imprensa escrita ou falada.

Cá comigo eu acho que a alegação de Livre Liberdade de Expressão e Pensamento, que foi a base da argumentação da relatoria, serve para vários lados e cria uma reação em cadeia que precisa ser observada. Não que eu concorde ou discorde até aqui. Ainda estou pensando sobre isso.

Além de Jornalistas várias profissões devem seguir o mesmo rumo, que no fim da linha devem tornar-se profissões técnicas de nível médio. Além de Jornalismo profissões de mídia como Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Comunicação Social seguem quase automaticamente o mesmo destino. Outras como Bilbioteconomia, Estilismo e Moda, Economia Doméstica, Secretariado e Decoração serão fatalmente atingidas muito em breve e com alguma razão. As profissões de arte como Música, Teatro e Cinema já são quase póstumas, pois o mercado não respeita titulação. Turismo e todas as modalidades de Gestão pegam senha e lugar na fila da defenestração do estatus de graduação universitária... o vulgo Curso Superior.

Mesmo assim, esta não é a principal repercussão da lógica executada pelo STF, os cursos de Administração, que é uma disciplina clássica que serve aos interesses burgueses, serão fortemente questionados sobre sua cientificidade e, portanto, na sua qualificação para diploma.

E mesmo assim isso não é a pior confusão rsrsrs. Chegamos a cereja do bolo desta complicação que aparentemente vai ter muitos capítulos a seguir. O Direito. A advocacia e direito são disciplinas de códigos de costumes e regras sociais, orientados por diversos outros saberes. Direito não é ciência nem aqui e nem na china e nem na Conchinchina... e portanto... não precisa de diploma.
É por isso que a OAB reagiu tão rápido kkk. Quando essa cadeia chegar no direito... quero ver como vai ser!!!

P.S. E outra... agora o judiciário arrumou sarna para se coçar... o que vai ter de jornalista olhando com lupa o judiciário é uma riqueza!

2 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Tá tudo bom, mas o melhor é a tirinha!

Contra a Maré disse...

kkkkkkkkkk