quinta-feira, 18 de junho de 2009

Julgamento x Punição x Reabilitação

Notícia do dia:
"A norte-americana Miriam Sakewitz(foto), de 47 anos, voltou a ser presa na terça-feira em um hotel em Tigard, no estado do Oregon (EUA). Em outubro de 2006 a polícia de Hillsboro, próximo a Portland, apreendeu aproximadamente 250 coelhos em sua casa, incluindo cerca de cem mortos, que estavam congelados no freezer. Condenada em abril de 2007, a mulher foi proibida de possuir ou cuidar de animais por cinco anos. Ela também estava impedida de se aproximar de um coelho - ela deveria manter a distância mínima de cerca de 100 metros do bicho. No ano passado, Miriam ficou presa por três dias após violar sua condicional e manter um coelho em sua casa. No hotel onde ela estava e foi presa, foram encontrados oito coelhos adultos, cinco filhotes, além de um morto."

Há alguma dúvida que essa mulher não está bem? Há alguma dúvida de que ela sofre e que essa compulsão/obsessão já tomou conta de sua vida?

Destaco esse caso apenas para elogiar nossa idéia de "Estado Brasileiro", desenhado em nossa constituição de 1988. No Brasil, a idéia de todo Julgamento é o de reabilitação. A idéia do olho por olho e dente por dente representada nos escritos sagrados do cristianismo, judaísmo e islamismo não domina. Há a Punição, mas o foco é a reabilitação. Pelo menos seria! A lei é organizada dessa forma, apesar de estarmos muito distantes de concretizá-la em todos os aspectos.

Países de "cultura fundamentalista" como o Irã, Paquistão, EUA e Arábia Saudita, dentre muitos, pensam notoriamente diferente. Para eles o importante é punir. Parece que a punição é o caminho natural para a redenção e arrependimento. No entanto vemos constantemente os criminosos presos lamentarem-se de terem sido pegos e não de terem cometido crimes.

Estamos longe do que queremos e podemos. Precisamos de mudanças agora. Porém, não posso deixar de pensar que temos uma direção acertada em nosso rumo e que precisa ser entendida. Essa pobre mulher precisa mesmo é de Tratamento e não de Punição.

3 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Apoiado, apoiado, apoiado! Sou muito feliz em viver numa sociedade que, mesmo descumprindo, sonha com liberdade, fraternidade, reabilitação, justiça social, direitos humanos...

Anônimo disse...

Preazado sr
Gostei muito do seu comentário no Blogg da Psicóloga Rosagela Justino sobre a decisão do Conselho Regional e federal de psicologia.
Um bom dia e fique na paz
Eugenio ibiapino

Contra a Maré disse...

Amém Eugênio, amém!