sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Flamengo 1x4 Grêmio

Faz dias que reluto em comentar o jogo.

O inacreditável entrou em campo, o "Sobrenatural de Almeida" esteve presente todo o tempo. Se as coisas foram estranhas na quarta feira contra o Fluminense, no domingo foi uma ofensa a lógica, daqueles jogos que ensinam ao leigo o porque do Futebol ser o que é... inacretitável, incompreensível e fabuloso!

Na domingueira, o Futebol demonstrou mais uma vez porque é o esporte primeiro da humanidade, porque é o mais barato (basta uma bola) e democrático (jogam altos, baixos, negros, brancos, amarelos, feios, carecas, cabeludos e até com as pernas tortas.)

O Flamengo, no entanto, demonstrou e descobriu(torço que sim) que apenas disposição não ganha jogo. Ajuda, mas organização tática é igualmente importante. Perdemos dezenas de chances... aos meus olhos foram milhares!!! Impossível aquele goleiro deles, o Victor pegar tanta bola! Quer, possível é, porque ele fez, mas é impensável isso. Por incontáveis vezes nossos atacantes dominaram a bola diante de sua meta e pararam nas mãos desse infame. Puta merda! Que raiva!

E como não bastasse as incomensuráveis chances perdidas, o nosso goleiro, Bruno, resolveu fazer das dele, que, para minha infelicidade, tem adquirido uma rotina pavorosa. No primeiro gol do Grêmio o Bruno falhou em não sair na bola. O cara cabeceou na pequena área e o Bruno plantado no gol. Levou um frangaço de uma bolinha murcha que veio devagarinho. Ainda teve um pênalti que houve.

Deixa pra lá... não tem como explicar, da mesma forma que não tem como ficar satisfeito.

Para com isso Flamengo!!! Putaquepariucaralhoporra!!!

P.S. Participações especiais: Osama, Seu Madruga, Mussum, Muhammad ALi e Conan, O Cimério.

5 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Disposição e disciplina tática são importantes sim, caro colega. Mas para ganhar jogo, principalmente, tem que querer jogar/ganhar. Ontem, contra o Cruzero (assim mesmo, sem o i)foi a mesma verganha, faz um maldito 1X0 e corre todo mundo pra trás do gol. Desculpa aí, mas a vontade que eu tenho é dizer: bem feito! Bem feito porque tô cansada de ver esse futebol brasileiro meia bomba que tem tanto medo de perder que se esquece de ganhar. Tô cansada de ver todo um time atrás da linha do meio do campo, tô cansada de ver o endeusamento dos volantes, da marcação (eu quero marcar, mas é gols), tô cansada de ver meu time jogando de bunda no chão, correndo atrás do outro time. Bem feito, pode ser que apanhando assim, evidentemente pela falta de coragem de jogar, alguém se lembre de gritar: ei, meu povo, vamos jogar futebol, né?

Contra a Maré disse...

Pra variar, acho que tem alhos e bugalhos nessa história. Eu concordo com tudo que tu diz em essência mas acho que o raciocínio de jogar avante se emprega no lugar errado. O Flamengo tem levado muitos gols... e muitos gols bobos. Grande parte é falha de marcação ou falha do Bruno. Jogar para frente não significa não ter volantes e ir todos ao ataque, jogar para frente significa que a lógica do jogo deve ser vertical, buscando o gol adversário, tocando a bola e em velocidade. Nós não temos jogado assim isso não significa que estamos jogando defensivamente... nossa defesa é uma baba e em parte deve-se ao fato dos volantes estarem libertos... agindo como se fossem meias que não são. A história real aos meus olhos é que a organização tática permite ou enclausura a arte, eu quero que ela liberte a arte. Mas o nosso time ataca desorganizadamente e defende pior ainda. Teve um buraco no meio de campo por todo o segundo tempo. Cruzeiro jogou como quis... e nós perdemos com merecida razão.

Contra a Maré disse...

ok, para libertar a arte temos de ter artistas em campo e nosso meio campo é no máximo... burocrático.

Borboletas nos Olhos disse...

Só uma coisa, jogar defensivamente não quer dizer jogar bem defensivamente. Os times que se defendem melhor são aqueles que marcam o outro no campo do adversário, que importunam goleiro e zagueiro, é aquel que diz arrogantemente e sabiamente: eles que me marquem, time que joga pra trás e atrás acaba encurralado como o Flamengo acaba sempre ultimamente. Vai desorganizadamente pra frente e faz um gol, volta, volta volta e leva vários. Outra coisa: um time organizado taticamente não corresponde a um time organziado defensivamente. Lembre o Carrossel Holandês e o Flamengo do Coutinho, disciplina tática sim, mas muita leveza, vontade de gol e jogo no campo do adversário

Contra a Maré disse...

De acordo. Essa sim, é para variar.