terça-feira, 4 de agosto de 2009

1000 Vitórias

O tempo não permitiu que comentasse os últimos jogos no período certo. Vamos a eles.

FLA 3X1 ATLÉTICO MG

Esse é velho freguês.
Já levou de 5x1 em 1979, já perdeu brasileiro, já... deixa pra lá que lista é grande e o tempo é curto. Há! Sabe quem jogou pelo Flamengo nesse 5x1 ao lado do Zico? Ele mesmo(foto)!!!

Começamos logo levando um gol bobo nos primeiros minutos, logo após perdermos uma chance de abrir o marcador. Atrás no placar o time passou uns 15 minutos para se organizar, mas quando nos organizamos, o bicho pegou, o jogo esquentou e a galera foi a loucura porque em 3 minutos viramos o jogo para 2 a 1, com Léo Moura aproveitando um passe açucarado do Toró, empatando o jogo e logo depois Kleberson de primeira fez o segundo após um passe inteligente de Everton.

A segunda etapa começou equilibrada e apesar de comparecer ao ataque, o galo não produziu o esperado para dominar o jogo. Aos 15 ampliamos com Everton, depois de passe de Adriano. Foi a hora de defender(a torcida, ou pelo menos eu, detesta isso). O Atlético assustou. Alguns chutes passaram perto, Bruno defendeu outras, uma bola foi na trave e, para o desespero Atleticano, o juiz ignorou um pênalti em favor deles. Foi penalti, mas o juiz acertou em não marcar kkkk. Mesmo assim tivemos mais um saco cheio de boas chances não convertidas(e um quase gol de bicicleta do Emerson. Hú! Se entra!), o que significa que o placar foi "justo, muito justo, justíssimo"!

Adriano, Toró, Everton, Emerson e Wilians foram muito bom. Nota triste com a contusão de Emerson(Esse faz falta). Zé Roberto, no entanto foi ridículo. Destaque para a melhora de atuação do Wellinton, zagueiro da base de 19 anos que vinha muito mal, mas subiu de produção.

E o melhor de tudo, aos gritos de "Fica Andrade", conquistamos a marca histórica de 1000 vitórias no Maracanã. Desde a primeira partida em 1950, num Flamengo e Bangu, que o Maraca é Nosso e de ninguém mais!!! Ninguém supera o Mengão!!!

FLA 1X1 NÁUTICO

Esse doeu! Jogo horroroso, mas não foi modorrento, pelo contrário, teve emoção. Aliás, emoções.

Com o Andrade efetivado como técnico, e nos braços da torcida, enfrentamos o "lanterna" do campeonato em casa.

Começamos bem, aparentemente. Contudo, a vontade de jogo era maior no time pernambucano. O imponderável entrou em campo e o "lanterna" achou um gol bobo, numa bola chutada ante dois marcadores e que, caprichosamente, foi morrer no fundo de nossas redes, longe das mãos de Bruno. A partir daí o Náutico se defendeu e explorou habilmente os contra-ataques, podendo até ampliar se tivesse mais qualidade técnica e calma. Para ter uma séria idéia, até bola na trave sofremos. Coube ao Flamengo uma busca alucinada e rabugenta pela virada, porque o empate para todos já seria entendido como derrota. As chances desperdiçadas acumularam-se.

Ainda assim, a sorte nos sorriu. Um incauto jogador alvirubro entendeu de trocar o calção em campo... resultado... foi expulso! Agora sim o Mengão vai virar!!! Vai nada. O Náutico com menos 1 jogador ainda era mais presente em campo, defendia bem e ainda subia em contra-ataques. Os rebotes eram todos deles. A marcação adversária era mais firme e nossos passes errados espancavam os nervos do torcedor.

Empatamos no fim, aos 36 minutos. E depois disso nada conseguimos. Emerson fez falta. Adriano bem, mas isolado. Everton não foi tão bem quanto na quinta passada. Kleberson anulado pela marcação e Bruno segurou o pontinho muxiba que nos afastou da humilhação. Pet(foto) entrou e foi importante no jogo. Surpresa mesmo são as atuações de Bruno Paulo(19 anos). Bom jogador. Toró quebrou o pé e nos desfalcará por várias rodadas e o Zé Roberto parecia que estava na UTI de tão absolutamente apático. Com esse eu perdi a paciência total. Fora Zé Roberto!

Fim de jogo amargo na boca da Nação. Flamengo fez das suas, ressuscitando mais um.

P.S. Léo Moura desabafou esculhambando a torcida depois do gol... crise à vista. Vou dedicar um post sobre o pedantismo no futebol.

Um comentário:

Borboletas nos Olhos disse...

O jogo contra o Náutico foi um horror, time cheio de volante, Ze Roberto horroroso, Leo Moura mal educado, só se salvou o Pet e o Everton.