quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Condicionalidades x Oportunidades

Conheço um casal jovem, de namorados já com alguma caminhada, que planejam viverem juntos. Mas eles vivem a planejar condicionalidades. Vivem a dizer: Vamos nos casar quando pudermos fazer uma festa assim... quando comprarmos o apartamento tal... o carro novo, a cama assim, a TV assado... Falam que tem de arrumar um emprego X ou um concurso Y, ou ainda, um curso, uma faculdade, um mestrado ou qualquer motivo que inviabilize ficar junto naquele momento.

Esses dois repetem o que já vi acontecer algumas vezes. Casais que entendem que tem de "evoluir" a relação sem realmente ter certeza do essencial; querer ficar junto!

Quem ama a ponto de doer ficar longe do outro não vê condições para ficar junto, só vê oportunidades. Nada impede, em situações normais, que alguém fique com outro a não ser a falta de "querer". Na luta entre condicionalidades e oportunidades o diferencial é o amor, ou a falta dele.

Não significa que quem não quer viver junto não goste, mas se a comodidade da "liberdade" de estar "solteiro" é mais atraente que a necessidade de estar junto... não tem futuro, não preciso plano.

Eu tenho muita sorte e uma história de amor muito linda.
Eu reclamo da vida de chato que sou.

4 comentários:

Adryana disse...

Adorei a foto, também te amo...

Borboletas nos Olhos disse...

Tão lindo e verdadeiro, fiquei com lágrimas nos olhos. Etou pra casar e todo dia me emociono com a magnitude que é escolher outra pessoa...Bjs e muita admiração pela beleza do amor de vcs

Aline disse...

"Jogue suas mãos para o céu e agradeça se acaso tiver alguém que você gostaria que estivesse sempre com você..."

Aline disse...

Tem uma amiga minha que disse que ia casar em 2010. E pronto. Assim que tem que ser!